Conheça sua doença

Doença do Refluxo Gastroesofágico

1. O que é doença do refluxo gastroesofágico?

A doença do refluxo gastroesofágico, mais conhecida como “refluxo”, é quando o conteúdo do estômago volta para o esôfago e causa o aparecimento de lesões (esofagite erosiva) ou sintomas que incomodam o paciente.

A doença do refluxo pode levar a complicações como úlceras, estreitamentos (estenoses), esôfago de Barrett (presença de células intestinais no esôfago com maior risco de transformação em câncer) e câncer de esôfago, principalmente caso não tratado adequadamente.

2. Quais os sintomas do refluxo?

O refluxo pode causar sintomas como queimação no peito (atrás do osso chamado esterno), sensação do alimento voltar do estômago até a garganta, regurgitação do alimento engolido de volta para a boca, dificuldade para engolir e dor no peito. Vale lembrar que em casos de dor no peito, deve-se investigar primeiramente a parte cardiológica. Outros sintomas possíveis são rouquidão, tosse e chiado no peito.


3. Qual a causa do refluxo?

Alguns mecanismos impedem que o conteúdo do estômago volte para o esôfago. Os principais são um músculo conhecido como esfíncter inferior do esôfago e o diafragma. O refluxo acontece quando estes mecanismos falham, como na hérnia de hiato (mudança de posição da transição do esôfago para o estômago em relação ao diafragma), aumento da pressão intra-abdominal (obesidade, uso de roupas apertadas, carregamento de peso), uso de remédios que influenciam na pressão do esfíncter inferior do esôfago e relaxamento deste esfíncter em momento inadequado.

4. Como é feito o diagnóstico de refluxo?

O diagnóstico de refluxo é feito através dos sintomas apresentados pelo paciente, muitas vezes associados a exames complementares. A endoscopia digestiva alta é o exame de escolha, permitindo a identificação da esofagite erosiva causada pelo refluxo, investigando complicações do refluxo e permitindo o diagnóstico diferencial com outras doenças, como esofagite eosinofílica e câncer de esôfago.

Em casos em que a endoscopia não é suficiente para o diagnóstico do refluxo, o médico poderá solicitar outros exames, como a pHmetria e a impedanciometria esofágica.

5. Qual é o tratamento do refluxo?

O tratamento do refluxo envolve mudanças alimentares e comportamentais associadas a medicamentos. Dentre as mudanças, orienta-se:

  • Alimentar-se a cada 3 horas em menor quantidade;
  • Não beber líquidos nas grandes refeições;
  • Não deitar após as refeições;
  • Não fumar;
  • Perder peso caso esteja acima do peso recomendado;
  • Evitar roupas apertadas.

Os medicamentos mais utilizados no tratamento do refluxo são aqueles que diminuem a acidez do estômago.

6. Quais os alimentos devo evitar?

Alguns alimentos podem piorar o refluxo, como:

  • Frituras, alimentos gordurosos, chocolates;
  • Condimentos fortes, molho de tomate, excesso de alho, cebola e pimenta;
  • Refrigerante, outras bebidas gaseificadas, café, chá preto e bebidas alcoólicas.

Estes, portanto devem ser evitados.

Para maiores informações, agende sua consulta!

Ligue: (62) 3998-9151

#refuxo #refluxogastroesofagico #endoscopia #endoscopiadigestivaalta

Autor